quarta-feira, junho 16

Quebrando as correntes

Capitulo 2 - Inicio


Todas as malas estavam prontas, bolo na mesa, alguns parentes distantes na sala, Liss no alto da escada.
Ela observava a todos, sentia-se como se estivesse abandonando ela mesma, todos os olhares estavam direcionados a ela, que descia as escada lentamente, contando os degraus.
Abraços, bem apertados por sinal, aquele nó na garganta, e a porta se abria, podia se ouvir o táxi buzinando la fora, e agora, o último abraço, o mais dolorido, o da avó.
-Querida, vou sentir saudades sua, ligue sempre para essa sua velha (risos simplórios), e não se esqueça das fotos...
Fechar de olhos, um novo abraço
-Claro vovó, vou ligar sempre para a senhora, mandarei fotos e presentes, e todos os feriados prolongados estarei aqui, você não perderá essa sua netinha tão cedo, pois eu te amo!
Coração gelava, foi impossível resistir, rios de lágrimas escorreram.
Vovó agora iria ficar na companhia dos tios avós de Liss, ou seja, sozinha, pois eles moram há alguns Quilômetros dali.
A porta do carro já se abria quando Liss se lembrou da boneca, aquela que ganhara de sua mãe, naquele dia, que, prefiro nem lembrar...
Liss subiu as escadaria e chegando ao quarto após a última volta, um profundo suspiro, ali estava a boneca
-Eu não poderia lhe esquecer querida!
Nesse momento algo percorre Liss, ela não sabia o que era, o tempo lá fora estava quente, mas Liss sentia um frio, algo a prendia naquele lugar, seus pés não se mexiam.
Suas mãos gelaram, suas pernas formigavam, um sopro veio por trás, ela olhara rapidamente, mas não havia nada ali.
-Querida você vai perder o vôo! - dizia sua vizinha a porta do quarto
-É tão estranho saber que irei sair deste lugar, abandona-lo, em toda minha vida vivi aqui! Minha mãe cresceu aqui!
-Eu sei querida, vi ela crescer, e também vi quando ela foi embora, na mesma idade que você, e voltou só quando se engravidou de você. A história está se repetindo!
Liss se virou, olhou nos olhos daquela senhora:
-Está quase se repetindo, porquê eu não me engraviderei, e se isso acontecer não abandonarei minha filha, muitos menos com um suicidio, coisa covarde nao?!
-Não fale isso de sua mãe, ela a amava!
-Eu também a amo, e sinto falta dela, mas eu não entendo o porquê desse suicídio...
-Ninguém entende perfeitamente querida, todos nós sabemos que naquela carta estava escrito coisas loucas, que não faziam sentido, e do mesmo jeito a morte de sua mãe não faz sentido, mas isso não significa que ela não a ame!
-Está bem, é melhor eu descer...
Liss desceu as escadarias, mas aquela mulher não, ela ficou olhando fixamente para Liss, como se soubesse de toda a verdade, ela suspirou fundo e desceu lentamente as escadas.
O taxi já partia, Liss estava indo embora, começaria ali uma nova vida.

Terça- Feira, 15 de Junho de 2010


"Querido Diario,
Uma nova vida começo agora, já estou a caminho da Europa, sim, estou no taxi, e estou muito anciosa, minhas mãos estão geladas, e isso, por sinal é estranho, começou de uma hora para outra, sinto uma coisa dentro de mim, o que será?
Bom diario, acho melhor para por aqui, até porque escrever em um carro se locomovendo, é horrivel!
Beijos e até mais tarde. "


Continua...

6 comentários:

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Vejo que essa história tem muito ainda a ser revelado.
Incrivél como prende a atenção.

Parabéns beijos.

Dayane Figueiredo disse...

Boa sorte pra Liss na Europa :) rs

Alinne V.Barbosa disse...

hum interessante a história, imagina o final dela, "um nova vida", nossa muuuito legal! :)
Ah seu blog é lindo, tem um jeito original, obrigada por ta seguindo no meu blog :) tchau

Elizandra disse...

Oi Gabi, entra lá no meu blog ( saquinha24@hotmail.com ) e conferea história que estou fazendo. ( Não é igual a sua tá, é um romance. ) Ah! Não se esquece de fazera continuação de Quebrando as correntes.

Alyne disse...

Amigah to na maior expectativa acompanhei alucinações e era mt legal e agora essa continuação então..Kando der passa la no meu blog e comenta o ultimo post ok?!...
Tu nem entra mais no msn =/

Ana Paula disse...

Como já comentaram aqui... a história realmente prende a atenção! Tem uma ar de mistério com mais não sei o q que é muito bom! xD