quinta-feira, novembro 24



Escrevo, mas ainda estou distante
Penso nos amigos que não tenho
Da vida que sonhei para mim
Dos sonhos que lancei no mar,
no mar que levou minha vida embora.
Penso o quanto seria melhor se a compreensão prevalece-se
A, como eu queria ser entendida
Evitaria tantas lágrimas, tanta lastima
Eu poderia sorrir
Mas ainda escrevo,
pois não existe amigo melhor do que as palavras...

2 comentários:

Su M. disse...

Que seja entendida por ti mesma, anjo. Outrem mesmo que entenda, não poderá salvá-la.



Lindo blog.

Camila Costa disse...

Olá :)
Tô passando pra te mostrar o meu novo blog, http://artenarotina.blogspot.com
Ele é uma forma de jornal virtual completamente voltado pra cultura; então vale a pena seguir e conhecer ótimas dicas de livros, filmes, músicas e artistas!
De qualquer jeito, mt obg pela atenção.