sexta-feira, outubro 2

Meu conselheiro


Ele era meu conselheiro
Meu amigo, aquele em que acreditava
Era meu sábio, ele para mim era o dono de toda a sabedoria
Fala tudo o que eu precisava ouvir
Foi até que um dia me questionou o porquê do meu silêncio
quando eu era humilhada.
"O saber de um homem não está nas palavras, mas nas suas atitudes."
O meu silêncio era a minha atitude sábia.
Então questionei a ele o que era a sabedoria...
Me veio uma decepção, ele não soube me responder o que era sabedoria!
Ele se mostrou tão ignorante
Então descobrir que aquele que se dizia sábio, que era meu conselheiro, não passava de um ignorante que não sabe identificar um ato de sabedoria.

2 comentários:

IsaRabelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
IsaRabelo disse...

Legal,muitas vezes as pessoas que consideramos sábias,se mostram na verdade, as mais ignorantes!