terça-feira, janeiro 12

Uma imagem verdadeira


Quando me olho no espelho vejo que já não sou a mesma
Me sinto suja
Imunda
Vejo o quanto minha mente está controlada por incredulidade
Vejo que aquilo que eu mais temia que me controlasse
Me controlou
Aquela minha transparencia, aquela minha alegria, meu modo sincero de viver
Se acabou
Hoje domino e humilho os fracos
Me coloco acima de qualquer ser
Passo por cima de quem for
Mato, roubo só para poder me sentir no poder
Dizem que eu apenas jogo
Mas sei que não é verdade
Eu estou me matando, aos poucos, mas estou me matando
E vou destruindo tudo ao meu redor
E quando eu tiver o que quero, não terá ninguém para eu poder dividir a alegria de ter conseguido

2 comentários:

Jυℓyαnα ツ disse...

As pesoas vem fazendo isso direto...
Buscam loucamente um destino e não pensam em quem e no que estão pisando para chegar onde querem...

Seu post mecheu comigo...
Bejãooo ;*

E te espero lá no meu blog ;p

Patrícia disse...

Oi Gabriela!
Obrigada pelo comentário, já estou te seguindo!
Parabéns, você escreve super bem! Adorei seu blog
Beijos