quarta-feira, março 3

O som do coração




Já posso ouvir
Vem por dentro de mim
Sai por todo o meu corpo
Sinto me flutuar
É o som
É o som do meu amor
O som da minha paixão
O som do meu coração
Sinto me feliz
Sinto os cristais densos reconstruídos
Sinto o amor percorrer em mim
Posso ouvir o som
Posso ouvir as batidas do meu coração
Posso ouvir o som da melodia que canta o meu coração

3 comentários:

Isabel disse...

lindo poema, Gabriela!
É tão melodioso quanto o tema...

beijinho
Isabel

Kim Sousa disse...

Adorei o poema...

É, o titulo faz juz ao poema...muito belo...adorei...

Hamilton H. Kubo disse...

Perfeito, singelo e sincero.
Que este amor seja eterno, e quem em su jardim traga-lhe muitas alegrias.
E que tal entrega seja recíproca.

Meus parabéns Gabriela, lindo poema.

Bjos