terça-feira, dezembro 14

Quebrando as Correntes

Capitulo 6  - Uma Surpresa

 Chegando a recepção do predio:
-Senhorita Liss!
-Sim senhor Karlyson?
-Aqui está as chaves do apartamento de vocês, e desculpe, mas não havia ninguém lá! Eu mesmo mandei todos os funcionários fazerem uma busca no predio, e nenhum de nós achamos  a mulher que descreveu, e ela não consta em nossos funcionarios!
-Está bem, desculpe pelo transtorno senhor Karlyson.
 Liss foi a primeira a chegar da escola, as outras meninas estavam na biblioteca, ao entrar no apartamento Liss teve um pouco de receio, mas continuou, entrou no quarto e guardou sua coisas.
-Mas que droga, agora o porteiro deve achar que sou louca!
-O que disse?
Liss olhou assustada, buscando a dona da voz
-Você?!
-Sim, ainda não terminei, parece que as coisas não me obedecem, e, desculpa, mas quebrei uma jarra, não sei o que está acontecendo comigo, mas acho que é espasmos, fui ao medico, mas ninguém lá me deu atenção!
- O senhor Karlyson disse que veio aqui, e não lhe achou, e também me disse que você não trabalha aqui! Então quem é você?!
- O senhor Karlyson! - disse a mulher com um pouco de raiva - aquele velho! Ele nunca responde as minhas perguntas, e finje não me ver!
Liss pensou um pouco, e tentou racionar as coisas.
-Não é possivel! Não pode ser, não estou te vendo, não to te vendo! - dizia Liss com as mãos sobre a cabeça.
-O que é isso garota! Estou bem aqui!
-Você! É uma fantasma! E eu estou ficando louca!!
-Isso faz sentido, deve ser por isso que ninguém me responde, por isso que as coisas caem das minhas mãos!
-Realmente faz sentido, eu estou louca mesmo!
-Então você é a única que me vê?! Você conversa com fantasmas!
Liss olhou para a mulher, e assim continuou...
-Fantasmas... eu vejo fantasmas? Que loucura!
-Se eu sou uma fantasma, como eu morri?
Liss, sem prestar atenção no que a mulher falava, começou a pensar:
-Então deve ser por isso que eu vi aquele garoto, por isso que eu sinto esses calafrios, essas sensações estranhas!
-Você tem um dom garota! 
-Parece... - disse Liss olhando ao longe
-Se eu sou um fantasma, queria saber como morri, você me ajuda?
-Se você prometer sumir?
-Prometo!
Levantando-se Liss ficou olhando para um cartão, após o pegar:
-A mulher do acidente ... Ela deve realmente saber algo!






                                                    Continua...

Se informe mais sobre a história:
Consulte o Marcador Quabrando as Correntes

 




2 comentários:

Ju Silveira disse...

Me lembrou uma musica do Fresno que eu gosto muito: quebre as correntes *-*

http://balladofgirl.blogspot.com/2010/12/pieces-of-my-life.html

Ju Almeida disse...

Tenso...
Fantasmas... Isso é complicado, mas seria realmente interessante falar com os mortos.

-rs
Ei, tenho uma campanha de natal que eu te indiquei.
http://juuualmeida.blogspot.com/2010/12/entao-e-natal.html

Dá uma olhadinha, ok?